Alternativa 104.9 FM
[URIS id=492]

Parceiros da Rádio

Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.2
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.25
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.26
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.2588
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.24
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.2
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.23
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.267
IMG-20230518-WA0045
IMG-20230518-WA0046
IMG-20230518-WA0047
IMG-20230518-WA0048
IMG-20230518-WA0049
IMG-20230518-WA0050
IMG-20230518-WA0051
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.2 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.25 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.26 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.2588 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.24 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.2 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.23 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 à(s) 19.29.267 IMG-20230518-WA0045 IMG-20230518-WA0046 IMG-20230518-WA0047 IMG-20230518-WA0048 IMG-20230518-WA0049 IMG-20230518-WA0050 IMG-20230518-WA0051

Grupo Wagner

Líder do Grupo Wagner morre em queda de avião

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Líder do Grupo Wagner morre em queda de avião

O líder do Grupo Wagner, Yevgueni Prigozhin, morreu nesta quarta-feira, 23, em um acidente de avião, informou a agência de notícias russa Tass. Ele supostamente estava em uma aeronave particular que caiu perto da localidade de Kuzhenkino, na região de Tver, a noroeste de Moscou. A Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia (Rosaviatsiya) iniciou uma investigação sobre a queda do avião da Embraer Legacy. Eles informaram que o nome de Prigozhin aparece na lista de passageiros do voo acidentado junto a outras nove pessoas – eram três pilotos e sete passageiros – deste avião que faria o voo entre Moscou e São Petersburgo. “Foi iniciada uma investigação sobre a queda do avião da Embraer que aconteceu na região de Tver esta noite. De acordo com a lista de passageiros, o nome e o sobrenome de Yevgeny Prigozhin foram incluídos nesta lista”, observou a agência. “Havia dez pessoas a bordo, incluindo três tripulantes. Segundo as primeiras informações, todas as pessoas a bordo morreram”, informou o Ministério russo de Situações de Emergência, um pouco antes, no Telegram. “O Ministério russo para Situações de Emergência está realizando operações de busca”, completou. A informação, contudo, ainda não foi oficialmente confirmada. O canal de notícias russo Mash postou no Telegram um vídeo da suposta aeronave caindo. O canal acrescenta ainda que testemunhas ouviram “dois estalos fortes” instantes antes da queda. Na terça-feira, o líder do grupo Wagner tinha aparecido em um vídeo publicado em um canal do Telegram.

Prigozhin liderou no final de junho um motim contra o Estado-Maior russo e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, liderada por seus homens, que capturaram brevemente locais militares no sul da Rússia antes de seguirem para Moscou. O líder do Wagner desistiu rapidamente desse motim, ocorrido em meio ao conflito na Ucrânia. A rebelião terminou na noite de 24 de junho, com um acordo que previa a partida de Prigozhin para Belarus. Pelo mesmo pacto, seus combatentes poderiam se juntar a ele no país vizinho, somar-se ao Exército regular russo, ou retornar à vida civil. Na noite de segunda-feira (22), Prigozhin apareceu em um vídeo publicado por grupos próximos a Wagner nas redes sociais, dizendo estar na África. Em uma paisagem desértica, ele afirma que estava trabalhando para “tornar a Rússia ainda maior em todos os continentes, e a África, ainda mais livre”.

 

*Em atualização

 

 

Gostou? Compartilhe
Continue lendo
Anúncio

Grupo Wagner

Putin chama Prigozhin de talentoso, manda condolência aos familiares e promete investigação sobre a queda do avião

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Putin chama Prigozhin de talentoso, manda condolência aos familiares e promete investigação sobre a queda do avião

Um dia após o avião em que o líder do grupo Wagner estava cair e matar todos os passageiros, o presidente da Rússia,Vladimir Putin, se pronunciou sobre o ocorrido. Ele classificou o empresário como ‘talentoso’, apesar dos seus erros. Nesta quinta-feira, 24, ele agradeceu a Yevgueni Prigozhin pela ‘contribuição’ para ofensiva na Ucrânia e prometeu “levar até ao fim” a investigação sobre a queda fatal do avião em que viajava. Prigozhin “era um homem com destino complicado’, que cometeu erros graves em sua vida, mas que obteve os resultados que precisava, tanto para si como no momento em que lhe pedi, pela causa comum, como nestes últimos meses”, declarou o presidente russo”, declarou Putin, durante uma reunião transmitida pela televisão, oferecendo suas condolências aos familiares das vítimas do acidente. “São pessoas que deram uma contribuição significativa para nosso esforço comum” na Ucrânia, onde a Rússia trava uma ofensiva militar desde fevereiro de 2022, continuou Putin. Referindo-se à investigação sobre as causas do acidente lançada pelas autoridades russas, o presidente prometeu “conduzi-la em sua integralidade e chegar a uma conclusão”. “Veremos o que os investigadores dirão num futuro próximo. A perícia está em curso, uma perícia técnica e genética. Isso levará algum tempo”, completou.

Até o momento, as autoridades russas não apresentaram qualquer pista para explicar a queda, na quarta-feira, do jato privado que transportava, de acordo a autoridade da aviação civil russa, Prigozhin, seu braço direito, Dmitri Utkin, e outros responsáveis do Wagner. No acidente, que alimentou especulações de assassinato do homem que se tornou inimigo do Kremlin após a rebelião fracassada em junho, morreram todos os 10 ocupantes da aeronave, segundo as autoridades. Yevgueni Prigozhin, que Putin disse “conhecer desde o início da década de 1990”, foi chamado de “traidor” pelo presidente russo durante sua rebelião abortada em junho. Ainda de acordo com Putin, o chefe do grupo Wagner “voltou da África” no dia do acidente, quarta-feira. Nesta quinta-feira, 24, o Pentágono informou que não tinha informações que apoiassem teorias de que um míssil terra-ar tenha sido usado para derrubar a aeronave em que viajava Prigozhin.

O exército dos Estados Unidos “não tem informações que sugiram que houve um míssil terra-ar” envolvido na queda do avião, afirmou o porta-voz do Departamento de Defesa, Pat Ryder, que chamou os relatos sobre um míssil de “incorretos”. Ryder disse que não poderia dar informações sobre o que causou a queda do avião privado do Wagner na quarta-feira, a noroeste de Moscou, matando as dez pessoas a bordo. Mas afirmou acreditar que Prigozhin morreu na queda. “Nossa avaliação, com base em vários fatores, é de que ele provavelmente morreu”, disse Ryder.

ANÚNCIO

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

Grupo Wagner

Líder do Grupo Wagner estava a bordo de avião que caiu na Rússia

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Líder do Grupo Wagner estava a bordo de avião que caiu na Rússia

O líder do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, estava a bordo do avião que caiu na Rússia nesta quarta-feira, 23. A informação é da agência russa de aviação. A aeronave caiu perto da localidade de Kuzhenkino, na região de Tver, a noroeste de Moscou. Mais sete passageiros e três membros da tripulação morreram, totalizando dez pessoas. A Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia (Rosaviatsiya) iniciou uma investigação sobre a queda do avião da Embraer Legacy. Eles informaram que o nome de Prigozhin aparece na lista de passageiros do voo acidentado junto a outras nove pessoas – eram três pilotos e sete passageiros – deste avião que faria o voo entre Moscou e São Petersburgo. “Foi iniciada uma investigação sobre a queda do avião da Embraer que aconteceu na região de Tver esta noite. De acordo com a lista de passageiros, o nome e o sobrenome de Yevgeny Prigozhin foram incluídos nesta lista”, observou a agência. “Havia dez pessoas a bordo, incluindo três tripulantes. Segundo as primeiras informações, todas as pessoas a bordo morreram”, informou o Ministério russo de Situações de Emergência, um pouco antes, no Telegram. “O Ministério russo para Situações de Emergência está realizando operações de busca”, completou. Ainda não se sabe o que causou a queda da aeronave.

ANÚNCIO

O avião tinha decolado de Moscou, capital russa, e voava para São Petersburgo. Prigozhin foi responsável por liderar um motim contra o Estado-Maior russo e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, liderada por seus homens, que capturaram brevemente locais militares no sul da Rússia antes de seguirem para Moscou. O motim ocorreu em meio ao conflito da Rússia com a Ucrânia, mas terminou na noite de 24 de junho, com um acordo que previa a partida de Prigozhin para Belarus.

 

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

Grupo Wagner

Líder do Grupo Wagner estava a bordo de avião que caiu na Rússia

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Líder do Grupo Wagner estava a bordo de avião que caiu na Rússia

O líder do Grupo Wagner, Yevgeny Prigozhin, estava a bordo do avião que caiu na Rússia nesta quarta-feira, 23. A informação é da agência russa de aviação. A aeronave caiu perto da localidade de Kuzhenkino, na região de Tver, a noroeste de Moscou. Mais sete passageiros e três membros da tripulação morreram, totalizando dez pessoas. A Agência Federal de Transporte Aéreo da Rússia (Rosaviatsiya) iniciou uma investigação sobre a queda do avião da Embraer Legacy. Eles informaram que o nome de Prigozhin aparece na lista de passageiros do voo acidentado junto a outras nove pessoas – eram três pilotos e sete passageiros – deste avião que faria o voo entre Moscou e São Petersburgo. “Foi iniciada uma investigação sobre a queda do avião da Embraer que aconteceu na região de Tver esta noite. De acordo com a lista de passageiros, o nome e o sobrenome de Yevgeny Prigozhin foram incluídos nesta lista”, observou a agência. “Havia dez pessoas a bordo, incluindo três tripulantes. Segundo as primeiras informações, todas as pessoas a bordo morreram”, informou o Ministério russo de Situações de Emergência, um pouco antes, no Telegram. “O Ministério russo para Situações de Emergência está realizando operações de busca”, completou. Ainda não se sabe o que causou a queda da aeronave.

ANÚNCIO

O avião tinha decolado de Moscou, capital russa, e voava para São Petersburgo. Prigozhin foi responsável por liderar um motim contra o Estado-Maior russo e o ministro da Defesa, Sergei Shoigu, liderada por seus homens, que capturaram brevemente locais militares no sul da Rússia antes de seguirem para Moscou. O motim ocorreu em meio ao conflito da Rússia com a Ucrânia, mas terminou na noite de 24 de junho, com um acordo que previa a partida de Prigozhin para Belarus.

 

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

Alta