Alternativa 104.9 FM

Parceiros da RĂĄdio

Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.2
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.25
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.26
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.2588
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.24
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.2
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.23
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.267
IMG-20230518-WA0045
IMG-20230518-WA0046
IMG-20230518-WA0047
IMG-20230518-WA0048
IMG-20230518-WA0049
IMG-20230518-WA0050
IMG-20230518-WA0051
Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.2 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.25 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.26 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.2588 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.24 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.2 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.23 Imagem do WhatsApp de 2023-04-03 Ă (s) 19.29.267 IMG-20230518-WA0045 IMG-20230518-WA0046 IMG-20230518-WA0047 IMG-20230518-WA0048 IMG-20230518-WA0049 IMG-20230518-WA0050 IMG-20230518-WA0051

Destaque

🔮 Deltan Dallagnol: Coletiva ao vivo com o Podemos sobre a cassação do mandato do ex-deputado

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
🔮 Deltan Dallagnol: Coletiva ao vivo com o Podemos sobre a cassação do mandato do ex-deputado

🔮 Deltan Dallagnol: Coletiva ao vivo com o Podemos sobre a cassação do mandato do ex-deputado

Acompanhe ao vivo, nesta quarta-feira (17), a coletiva de imprensa com o partido político Podemos a respeito da cassação do mandato do ex-deputado Deltan Dallagnol.

ANÚNCIO

#LiveUOL


Bem-vindo ao Canal UOL! Acompanhe a programação ao vivo e todos os conteĂșdos com as principais notĂ­cias do dia, opiniĂŁo de colunistas e entrevistas exclusivas sobre os temas mais importantes do momento.

** INSCREVA-SE NO CANAL E ATIVE AS NOTIFICAÇÕES:
http://bit.ly/2xolCQ2

Gostou? Compartilhe
Continue lendo
AnĂșncio

Destaque

‘Vai na FĂ©’: veja resumo do capĂ­tulo desta quarta-feira (31)

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
<div><div class='code-block code-block-4' style='margin: 8px auto; text-align: center; display: block; clear: both;'>
<div class=
'Vai na FĂ©': veja resumo do capĂ­tulo desta quarta-feira (31)
" title="
'Vai na FĂ©': veja resumo do capĂ­tulo desta quarta-feira (31)
" decoding="async" loading="lazy" />

 


        'Vai na FĂ©': veja resumo do capĂ­tulo desta quarta-feira (31)

Foto: Reprodução / TV Globo

 

No capĂ­tulo de “Vai na FĂ©” desta quarta-feira (31), Clara (Regiane Alves) nĂŁo vai aguentar e acabarĂĄ contando toda a verdade sobre a relação dela com Helena (Priscila Sztejnman) para Theo (Emilio Dantas).

ANÚNCIO

Veja o resumo do capĂ­tulo:

JanaĂ­na desliga o telefone desesperada, enquanto Hugo a observa. Ben conversa com Jenifer sobre a denĂșncia que farĂŁo ao MinistĂ©rio PĂșblico. Sol se preocupa quando Jenifer avisa que ela serĂĄ testemunha no caso contra Theo.

Clara recebe um convite para um encontro com antigas modelos e pede para Helena ir com ela. Lumiar vĂȘ Clara e Helena juntas. Ben encontra Theo e Lumiar no bar e teme pela ex-mulher.

Theo tenta conter a raiva quando Lumiar nĂŁo deixa ele ficar em sua casa. Kate comenta com Jenifer sobre Orfeu. Sol decide ir com Marlene e Bruna vender quentinhas. Orfeu avisa a Hugo que sua dĂ­vida com ele nĂŁo acabarĂĄ. Sol vĂȘ Ben e ValĂ©ria juntos. Clara confessa a Theo sobre sua relação com Helena.

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

Ala do Partido Republicano

Ala republicana intensifica resistĂȘncia a projeto do teto da dĂ­vida dos EUA

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Ala republicana intensifica resistĂȘncia a projeto do teto da dĂ­vida dos EUA

A ala do Partido Republicano dos Estados Unidos intensificou sua ofensiva contra o projeto de lei sobre o teto da dĂ­vida aprovado no fim de semana e que deverĂĄ ser votado nesta quarta-feira, 31, na CĂąmara dos Representantes. “Quero ser muito claro. Nenhum republicano deve votar a favor desse acordo. Estamos trabalhando arduamente para garantir que ele seja barrado”, disse em entrevista coletiva o legislador conservador Chip Roy, um dos oponentes mais incisivos do texto. Os membros do chamado Freedom Caucus, que fazem parte da vertente republicana mais Ă  direita, convocaram a imprensa para mobilizar suas fileiras contra o projeto, que busca evitar a inadimplĂȘncia da dĂ­vida do governo atĂ© o dia 5 de junho, data em que o Departamento do Tesouro estima que os EUA esgotarĂŁo suas reservas e poderĂŁo dar calote em gastos pĂșblicos. Caso seja aprovado, o acordo elevaria o teto da dĂ­vida para os prĂłximos dois anos, ou seja, atĂ© depois da prĂłxima eleição presidencial. A proposta mantĂ©m os gastos nĂŁo relacionados Ă  defesa em 2024 e os aumenta em apenas 1% em 2025. Embora os cortes nĂŁo afetem os programas de saĂșde e previdĂȘncia social, alguns programas sociais, como o AssistĂȘncia TemporĂĄria para FamĂ­lias Carentes, podem ser afetados. “Eu nĂŁo tinha ideia de que haveria um plano tĂŁo efĂȘmero e pestilento como esse. Vou votar nĂŁo e peço aos meus colegas que votem nĂŁo”, acrescentou Andy Biggs, que na semana passada apresentou um projeto de lei que pedia a utilização de fundos destinados e nĂŁo gastos, como para combate Ă  Covid-19, para adiar a data do provĂĄvel calote para que as negociaçÔes possam continuar. A maioria conservadora na CĂąmara jĂĄ havia aprovado um projeto de lei em 26 de abril para aumentar o teto da dĂ­vida em troca de cortes profundos nos gastos pĂșblicos. “Negociar nĂŁo significa ignorar completamente o que aprovamos”, afirmou o deputado Ralph Norman. A deputada Lauren Boebert concordou que a CĂąmara fez seu trabalho e que nem o presidente, Joe Biden, nem o Senado, controlado pelos democratas, fizeram sua parte. “Se todos os republicanos votassem da forma como fizeram campanha, eles votariam contra esse acordo ruim amanhã”, disse.

*Com informaçÔes da EFE.

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

bangladesh

Bangladesh acusa vencedor do Nobel da Paz de corrupção

Publicado

sobre

Gostou? Compartilhe
ANÚNCIO
Bangladesh acusa vencedor do Nobel da Paz de corrupção

A ComissĂŁo Anticorrupção de Bangladesh (ACC, na sigla em inglĂȘs) apresentou nesta terça-feira, 30, acusaçÔes contra o vencedor do PrĂȘmio Nobel da Paz, Muhammad Yunus, e outras 12 pessoas por suposto desvio de US$ 2,35 milhĂ”es (R$ 11,84 milhĂ”es) de um fundo para trabalhadores. A ACC abriu a investigação contra Yunus, presidente da empresa Grameen Telecom, em 2022, apĂłs receber uma denĂșncia do Departamento de Inspeção de FĂĄbricas e Estabelecimentos por peculato e lavagem de dinheiro. “Descobrimos que a acusação contra o presidente da Grameen Telecom, Muhammad Yunus, e outros membros sĂŁo verdadeiras”, disse o diretor-geral da ACC, Rezanur Rahman, em entrevista coletiva. Este Ă© o mais recente movimento legal contra Yunus pelas autoridades de Bangladesh desde que ele foi destituĂ­do de seu cargo como CEO da empresa de microcrĂ©dito Banco Grameen em 2011. O economista, reconhecido com o PrĂȘmio Nobel da Paz em 2006, foi afastado do banco a pedido do governo, uma ordem da qual Yunus recorreu sem sucesso. As autoridades de Bangladesh concentraram a atenção em Yunus desde que um documentĂĄrio foi ao ar em 2010 expondo supostas transferĂȘncias ilegais de fundos entre duas entidades do Grupo Grameen.

AlĂ©m disso, a primeira-ministra de Bangladesh, Sheikh Hasina, culpa Yunus por supostamente ter influenciado o Banco Mundial para que esta entidade cancelasse os fundos para o projeto da construção de uma ponte. No mĂȘs de março, em uma carta aberta, 40 lĂ­deres mundiais, incluindo Hillary Clinton, expressaram preocupação com o bem-estar de Yunus, dizendo que o governo de Bangladesh o estava “atacando injustamente, assediando e investigando repetidamente”. Yunus, conhecido como ‘o banqueiro dos pobres’, foi reconhecido com o PrĂȘmio Nobel da Paz por ter fundado o Banco Grameen para combater a fome e a pobreza em Bangladesh, por meio do desenvolvimento do conceito de microcrĂ©dito, por meio do qual emprĂ©stimos sĂŁo concedidos a pessoas de baixa renda pessoas de renda que desejam realizar algum tipo de empreendimento.

*Com informaçÔes da EFE

Gostou? Compartilhe
Continue lendo

Alta

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Ads Blocker Detected!!!

We have detected that you are using extensions to block ads. Please support us by disabling these ads blocker.

Powered By
100% Free SEO Tools - Tool Kits PRO